Produtores comemoram aumento no peso da manga para exportação

01/07/2015




 

Manga exportada passa de 650g para até 900g.
Volume de exportação deve aumentar 20% no Vale do São Francisco.


Responsável por 90% das mangas exportadas pelo Brasil, a região do Vale do São Francisco concentra o maior polo de fruticultura irrigada do país. Este ano os produtores estão comemorando uma novidade, os Estados Unidos, mercado que absorve 35% dessa produção, liberou o aumento de 250 gramas no peso da manga.
De acordo com o Diretor da Associação Dos Exportadores de Hortigranjeiros e Derivados do Vale do São Francisco e Produtor (Valexport), Caio Coelho, a mudança era um pedido antigo dos produtores. “O mercado americano é bastante exigente. Havia essa reivindicação de todos os exportadores e também dos nossos parceiros nos Estados Unidos de que a gente pudesse aumentar o peso da fruta, para permitir um maior volume de exportação. Por isso é uma grande notícia para o Vale do São Francisco, porque vamos aumentar o nosso volume de exportação e mais que isso poderemos trabalhar o segmento de manga de corte, que é aquela manga que já vai para o supermercado pronta para o consumo", explicou.
Com a mudança, a expectativa é de que haja um aumento de 20% no volume de exportação. A previsão é de que a cultura movimente 120 milhões de dólares na região. Na fazenda de Altamir Guilherme Martins, 80 hectares estão em produção para atender somente os Estados Unidos. A colheita só acontece a partir de agosto, mas o produtor já está confiante. “É um ganho porque vamos colocar no mercado americano uns 18% a mais de fruta de calibres maiores que normalmente não tinham destino comercial. E agora nós vamos vender essa fruta, com ganho adicional para os produtores, que serão beneficiados”, comemorou.
Quem também está confiante é o produtor Paulo André Cardoso da Silva. Há 12 anos exportando manga para Europa e Estados Unidos, o produtor acredita que a medida só venha beneficiar a região. “O fato do governo americano ter permitido receber uma fruta de um tamanho maior, vai ajudar muito a gente. Acredito que esse ano eu consiga crescer em torno de 10 a 15% no volume", informou Paulo André.

FONTE: http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2015/07/produtores-comemoram-aumento-no-peso-da-manga-para-exportacao.html



Fonte: http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2015/07/produtores-comemoram-aumento-no-peso-da-manga-para-exportacao.html